Pandemia de coronavírus gera escassez de matérias-primas na indústria
Por cerutti mobili Em Sem categoria Postado: 29 de setembro de 2020

Pandemia de coronavírus gera escassez de matérias-primas na indústria

Em decorrência da atual crise causada pela pandemia de coronavírus, a economia brasileira sofreu um impacto significativo, e com o setor de mobiliários não foi diferente. A escassez de matérias-primas como painéis de madeira, aço e PVC, por exemplo, foi percebida pelas indústrias e produtores, mas o setor já está passando por uma estabilização para chegar à retomada.

A paralisação da produção, reajuste de preços e problemas de logística aumentaram o tempo para o recebimento dos materiais e explicam esse desequilíbrio e escassez da matéria-prima.

No caso do aço, por exemplo, houve um descolamento entre a oferta e a demanda devido à recuperação em “V” de alguns setores já que, além da demanda normal, muitos clientes estão recompondo os estoques.

De acordo com informações do jornal Valor Econômico, usinas reduziram suas capacidades em abril para adequar a produção à demanda. Em julho, com a retomada do comércio, o reabastecimento sofreu um atraso e impactou diversos setores da economia, como construção civil e maquinários, por exemplo.

Além do aço, a produção de outros materiais também foi afetada pela crise causada pela pandemia, levando à falta de insumos como papelão ondulado e plástico no setor de embalagens, eletroeletrônicos, comércio, entre outros.

Esses fatores, junto à dificuldade de transporte e exportação em alta, impactaram a cadeia produtiva como um todo e contribuíram para um aumento nos prazos de entrega dos produtos para o consumidor final.

Setor prevê estabilização em médio prazo

Com a pandemia de coronavírus, muitas indústrias e lojas precisaram pausar suas atividades, suspender contratos e tomar outras medidas para reduzir os impactos financeiros.

A partir de junho, com a reabertura do comércio, a demanda cresceu acima das expectativas, com um aumento de mais de 60% das vendas domésticas com relação ao mês anterior.

As entidades acreditam que essa explosão de consumo se deve à demanda reprimida por conta da pandemia.

Nesse cenário, a previsão é que haja uma estabilização a médio prazo, já que tanto as indústrias de painéis quanto a indústria de móveis estão trabalhando para reequilibrar a oferta e a demanda.

Com isso, a expectativa é que em breve os estoques de todos os elos da cadeia produtiva sejam restabelecidos e as atividades retornem à normalidade.

Por enquanto, a falta de insumos ainda está gerando atrasos na entrega dos produtos, o que deve ser levado em consideração na hora de fazer um projeto para restaurante, lanchonete, hotel, bar, cafeteria ou outros estabelecimentos comerciais.

Portanto, quem deseja reformar ou abrir um novo negócio deve começar a planejar desde já para evitar imprevistos e atrasos no projeto devido à escassez de matérias-primas. Entre em contato conosco e adiante a escolha dos móveis para o seu negócio.

POSTAGENS RELACIONADAS

Qual o impacto do desi...

Móveis para hotel: sa...

A estratégia de retom...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *