O que torna uma franquia atraente para investidores
Por adove Em Blog , Dicas Postado: 21 de agosto de 2019

O que torna uma franquia atraente para investidores

As franquias são um grande incentivo para quem está procurando empreender e olha que tem muita gente estudando esta possibilidade.

Neste post vamos falar dos atrativos e segmentos das franquias e do valor do investimento inicial. Nosso foco será o franqueador, aquele que vende franquias da empresa e detém a marca, além disso possui vasto conhecimento sobre determinado modelo de negócio.

Primeiro vamos entender o que é uma franquia:

É um modelo de negócio, onde o franqueador cede ao franqueado uma licença para usar sua marca e este deve seguir à risca o modelo de negócio do fornecedor.

Quem é o franqueador e o franqueado:

Franqueador: é quem fornece a marca. Ele é quem dará o direito de comercialização de produtos e serviços, além de conhecimento do mercado e o gerenciamento do mesmo.

Franqueado: basicamente é quem está investindo na marca. Venderá a marca e será responsável pela montagem, operação e gerenciamento da loja. Ele remunera a franqueadora, não apenas pela marca em si, mas, muitas vezes, pela assessoria que ela presta.

Resumindo: o franqueado investe algum dinheiro para ter o direito de usar o nome e os métodos do franqueador, aprendendo também com a sua experiência.

SUSHILOKO: NOVO CLIENTE CERUTTI MOBILI

Por que uma franquia é atraente?

Realmente são inúmeras as vantagens para quem pensar em ser franqueado. Abaixo vamos listar algumas.

Mercado: hoje, para abrir qualquer empresa é necessário entender o mercado, conhecer o comportamento do cliente que se pretende atingir, fazer pesquisa, conhecer sobre as leis e principalmente ter um produto/serviço competitivo. Quando se trata de franquia, o modelo já vem pronto, ele já foi estudado pelo dono do negócio. É claro que você precisa se adaptar ao mercado onde irá atuar.

Opções de franquia:  hoje são inúmeras as franquias. Você pode optar por um modelo que mais se adapte às suas necessidades, localização, local a ser investido e a estrutura que você dispõe. Existem opções para todos os tipos de centro, dos maiores aos mais interioranos. Além dos modelos, os valores também se adaptam ao bolso.

Marca consolidada: na franquia a marca já foi testada e, certamente, aprovada. Além do suporte que você irá receber, tanto na abertura do negócio quanto no decorrer, você tem em mãos o Plano de Negócios, importante para qualquer empresa.

Marketing: na contratação da marca, você recebe junto todo o suporte de marketing e vendas. Muitas franquias são conhecidas mundialmente e recebem divulgação ampla.

Já falamos quem é o franqueador, agora vamos detalhar as vantagens de ser um deles:

Primeiro tenha em mente que a estratégia de ser uma franquia trará expansão aos seus negócios. Você terá inúmeras vantagens, quando falamos em mercado e em ser competitivo.

Crescimento. Você irá crescer e com capital externo investirá mais na implantação, operação e gestão das suas unidades.

Rapidez. Sua base de atuação crescerá em um ritmo tão veloz e, melhor que isso, apenas com recursos próprios.

Fortalecimento da marca e bloqueios para concorrência. Uma rede de franquias possibilita um ambiente de credibilidade, familiar e visível. Certamente se torna destaque frente aos concorrentes.

Gestão motivada

Por querer o sucesso do negócio, o franqueador é quem mais se envolve nos processos da empresa, seja na operação, administração, supervisão, na busca pela qualidade no atendimento, no trabalho em equipe, controle de vendas e no esforço de tornar a equipe motivada e eficiente.

Ganhos com fornecedores. Uma franquia permite negociar com fornecedores e prestadores de serviço. Negociações otimizadas reduzem os custos, o que viabiliza bem mais o negócio. Franquias permitem barganhar preços e diminuir valores.

Uma evolução sem fim. Quanto mais conhecimento você adquire, mas estará preparado para novos projetos, novas oportunidades se abrirão. Aí que a evolução acontece, o franqueador passa ter diversos tipos de conhecimento, entre eles o aperfeiçoado pelo franqueado.

Gestão de pessoas. Todas as responsabilidades trabalhistas ficam a cargo do franqueado, o franqueador não se envolve com estas questões, visto que quem é econômica e juridicamente autônomo e independente é o franqueado.

Conheça a legilação

Você sabia que existe a Lei de Franquias? É a N.º 8.955 de 15 de dezembro de 1994 (http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8955.htm), onde todos os contratos de franquia empresarial são disciplinados por esta lei. Vale a pena conferir!

São várias as nomenclaturas para o sistema de franquia. Uma parte nós já apresentamos ao longo do texto, agora conheça um pouco mais. Pois se você pensar em ser um franqueador, ainda vai ouvir falar muito delas.

  • Sistema de Franchising: formatado pela franqueadora para concessão e administração de franquias e que contempla as regras, normas e padrões para a gestão da rede de franquias.
  • Estudo Econômico de Viabilidade Financeira: apresentado pela franqueadora e discutido com o candidato durante o processo de seleção, por meio de simulações financeiras sobre investimentos, despesas, rentabilidade, etc.
  • Circular de Oferta de Franquia (COF): documento jurídico apresentado pela franqueadora ao candidato no momento correto do processo de seleção, devendo conter todas as informações exigidas pela Lei de Franquias.
  • Pré-contrato de Franquia: documento legal e facultativo que regula os direitos e obrigações pré-operacionais das partes, na fase inicial da relação de franquia.
  • Contrato de Franquia: documento legal que rege a relação de franquia entre franqueadora e franqueado.
  • Taxa de Franquia: paga pelo franqueado à franqueadora para adesão ao sistema de franquia.
  • Taxa Mensal de Franquia (Royalties): remuneração mensal, ou periódica, que o franqueado deve pagar à franqueadora para utilização da marca e do suporte fornecido por ela.
  • Taxa de Propaganda: mensal ou periódica, que o franqueado deve pagar à franqueadora ou a quem ela indicar para contribuição ao fundo de propaganda da rede de franquia.
  • Manuais da Franquia: material impresso ou digital desenvolvido pela franqueadora contendo regras, normas, procedimentos e rotinas operacionais necessárias ao bom funcionamento da unidade franqueada.

Gostou do conteúdo? Está pronto para ser um franqueador?. Visite nosso site e receba mais conteúdos, fique atento as novidades de expandir seu negócio.

POSTAGENS RELACIONADAS

Qual a importância de...

Quais experiências os...

O que torna uma franqu...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *