Como escolher o mobiliário para seu negócio
Por adove Em Blog Postado: 6 de setembro de 2018

Como escolher o mobiliário para seu negócio

Fazer o planejamento do mobiliário corporativo pode não ser a tarefa mais fácil. Porém, é um esforço ao bem de sua empresa. Realizar a escolha correta evita problemas posteriores, seja com o conforto dos colaboradores, seja na impressão que irá passar aos clientes e/ou fornecedores. Por isso, é importante seguir algumas dicas na escolha dos móveis ao seu negócio! Veja a seguir.

Espaço e Identidade

Pense em diferentes tipos de negócios. Os móveis de um escritório de advocacia raramente serão os mesmos que de uma agência de publicidade. Concorda?

Mesmo que esses dois espaços utilizem as mesmas ferramentas e precisem do mesmo tipo de mobília (mesas, cadeiras, bancadas, armários, poltronas para sala de espera, etc), a atmosfera do local é totalmente diferente e isso deve ser levado em conta.

Na escolha correta dos móveis, é preciso considerar o espaço que será decorado e o tipo de atividade que será desempenhada ali. Pensando nisso, já é possível definir quais e quantas bancadas e estações de trabalho serão necessárias, se as cadeiras terão rodinhas ou não, se haverá um espaço destinado as reuniões, quantos armários serão precisos, etc.

Outra característica fundamental é conhecer a identidade do seu negócio e saber que ela também deve estar presente na decoração do ambiente. Quais são os valores da sua marca? O que você quer transmitir ao cliente ou fornecedor que chegar ao seu espaço? Seriedade? Descontração? Leveza? Organização?

Pense nisso ao escolher as mobílias. O mercado é recheado de opções. Você deseja uma cara mais criativa e inovadora ou mais sólida e tradicional? Fazer essa ligação com os valores da marca e também a identidade visual da empresa é fundamental para os móveis representarem aquilo que a companhia deseja.

Pessoas e Espaço

Mais um ponto importante, é ao número de funcionários que irão trabalhar nesse local. Essa informação é crucial para definir o mobiliário mais agradável a todos. Além de bonito e de acordo com a identidade da sua marca, o ambiente de trabalho deve favorecer a ergonomia e o conforto aos colaboradores, evitando lesões repetitivas e acidentes.

Nesse ponto, o ideal é pensar na quantidade adequada de móveis, nas opções de regulagem de altura das cadeiras, e nos itens de conforto e de ergonomia (como descanso aos pés, apoio aos braços e outros).

Além disso, se você tiver algum espaço disponível, uma forte tendência é reservar um ambiente que agregue mais conforto e aconchego ao ambiente de trabalho. Um lugar que permita relaxar, ler ou ainda, descansar nas horas de folga ou de almoço. Você pode investir em estofados e pufes, por exemplo.

Limpeza e Durabilidade

Móveis destinados a negócios também devem levar em conta os quesitos de durabilidade e limpeza. Como os móveis serão utilizados todos os dias, tendem a desgastar rapidamente. Por isso, é fundamental investir em móveis de qualidade e com alta durabilidade. Já que trocar todo o mobiliário não é um investimento que pode ser realizado com frequência.

Além disso, os móveis devem ser fáceis de limpar, já que estarão sendo usados diariamente e é imprescindível que o ambiente corporativo se mantenha sempre limpo e organizado.

Dicas para escolher móveis mais adequados

Mesa

A mesa de trabalho deve ter em torno de 75 centímetros de altura, o que permite uma boa posição a pessoa que for utilizar o computador. Para escolher o modelo, pense como ela será utilizada. Por exemplo, se precisará de gavetas, espaço para realizar anotações ou apenas para o notebook.

Cadeiras e poltronas

Cadeiras e poltronas são itens muito importantes dentre os móveis de escritório. Aqui é máxima fundamental é Ergonomia. Uma cadeira mal escolhida pode acarretar em lesões na coluna e no pescoço, prejudicando os funcionários.

Estantes e armários

Estantes e armários organizados economizam tempo e otimizam o processo produtivo dos funcionários. Em escritórios pequenos, uma opção é manter armários presos ao teto ou às paredes. Arquivos também são opção e ajudam na hora de aproveitar melhor o espaço.

Espaços pequenos

Se você está abrindo um escritório e não possui um espaço muito grande (normal nas empresas em estágio inicial), algumas dicas são válidas se o intuito é otimizar espaço.

A primeira dica é tirar as medidas dos itens para não correr o risco de errar. Assim, você evita de realizar a compra e só depois perceber que eles não cabem no ambiente que você dispõe. Móveis de linhas retas são mais fáceis de serem dispostos em espaços pequenos.

Outra boa dica é não comprar tudo de uma só vez. No começo, compre apenas o essencial, já que o mobiliário representa um gasto considerável no orçamento de uma empresa em fase inicial. Comece pelos materiais maiores e essenciais. Compre os menores mais adiante.

Restaurantes

Um tipo de negócio a parte, a escolha de móveis para restaurantes também deixa muitos empresários na dúvida. O fundamental a se pensar nesta escolha é:

Tipo de negócio x tipo de mobiliário: existem vários móveis lindos e diferentes, mas muitos deles não foram feitos para serem usados em restaurantes. Como são espaços com grande circulação, móveis que não são específicos para esses ambientes terão desgaste rápido. Por isso, a primeira característica que devemos analisar é se os móveis realmente servem para restaurante. Móveis para estabelecimentos comerciais precisam oferecer ótimo desempenho, para que o dinheiro empregado neles não se perca rapidamente. Quanto melhor a qualidade, menor será a frequência de reposição dos móveis.

POSTAGENS RELACIONADAS

Tendências 2019 para...

Mesas para restaurante...

Móveis de madeira: te...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *